Relatório provisório da Electrolux para o 2º trimestre de 2018: no caminho certo apesar dos obstáculos

18 Jul 18

Destaques do segundo trimestre de 2018

§  As vendas líquidas totalizaram 31,354 milhões de coroas suecas (30,948). O crescimento das vendas foi de 0,7%, com aumento das vendas orgânicas na maioria das áreas de negócio.

§  O resultado operacional foi da ordem de 827 milhões de coroas suecas (1,919), correspondendo a uma margem de 2,6% (6,2).

§  O resultado operacional inclui custos de 818 milhões de coroas suecas, dos quais 564 milhões referem-se a uma investigação pela Autoridade de Concorrência Francesa e 254 milhões a uma decisão desfavorável da justiça na França, ambos com impacto em Major Appliances EMEA. Com a exclusão destes itens não recorrentes, o resultado operacional foi de 1,64 bilhão de coroas suecas, correspondendo a uma margem de 5,2% (6,2).

§  Preços mais altos, melhorias no mix e redução de custos tiveram uma contribuição positiva, porém a receita operacional foi impactada por custos mais altos de matérias-primas e turbulências cambiais.

§  O fluxo de caixa operacional após investimentos totalizou 1,80 bilhão de coroas suecas (3,470).

§  A receita do período diminuiu para 517 milhões de coroas suecas (1,291) e o lucro por ação foi de 1,80 coroas suecas (4,49).

Comentário do Presidente e CEO Jonas Samuelson

Continuamos a executar nossa estratégia de crescimento lucrativo em um ambiente de custos desafiador. O crescimento das vendas foi de 0,7%, impulsionado principalmente pelos preços mais altos e um mix melhor em nossos principais eletrodomésticos. Apesar dos custos significativamente mais elevados de matéria-prima e das turbulências cambiais, registramos lucros no segundo trimestre, em sintonia com nossa expectativa geral. O lucro operacional subjacente foi de 1.64 bilhão de coroas suecas, correspondendo a uma margem de 5,2%. É encorajador ver que nosso foco em produtos inovadores, que proporcionam grandes experiências ao consumidor, resultou em ganhos de participação de mercado em nossas principais categorias de produtos de marca em todo o Grupo. Intensificamos nossas ações de custo no trimestre e redefinimos a prioridade de algumas atividades para mitigar os problemas com câmbio.

O forte desempenho da região EMEA continua, graças a produtos inovadores que resultam em ganhos de participação de mercado. O lucro de nossa operação na Ásia / Pacífico permaneceu sólido. Professional Products teve um trimestre forte com uma margem operacional de mais de 14% e um crescimento de vendas de aproximadamente 7%. A área de negócios teve uma ótima dinâmica em todos os segmentos. Home Care & SDA está em fase de transição de produtos e está investindo em lançamentos importantes dentro do segmento em crescimento de aspiradores sem fio.

Nossa operação na América do Norte foi impactada por volumes significativamente menores em air care (cuidados com o ar), que, junto com o aumento acentuado dos custos de insumos, explica a queda na receita operacional em comparação com o segundo trimestre do ano passado. Os passos importantes que tomamos para o fortalecimento de nossos principais eletrodomésticos sob a marca Frigidaire continuam a resultar em ganhos de participação de mercado. A área de negócios da América Latina teve um trimestre desafiador, incluindo o problema com a greve nacional dos caminhoneiros no Brasil. No entanto, estou muito satisfeito com o foco das equipes na implementação de aumentos de preços e medidas de custo para mitigar o impacto negativo da intensificação dos custos de matérias-primas e da moeda.

Além dos aumentos de preços já implementados, anunciamos novos aumentos de preço nos principais mercados, principalmente na América do Norte e na América Latina. Em combinação com reduções de custo, estamos determinados a mitigar os obstáculos crescentes com os custos de matéria-prima e com o câmbio. Estimamos agora que o impacto negativo das matérias-primas ano a ano é de aproximadamente 1,8 bilhão de coroas suecas em 2018 e planejamos uma inflação de custos após as ações comerciais recentemente anunciadas no âmbito da Seção 301 nos EUA.

As tendências atuais da indústria indicam uma perspectiva de demanda de mercado ligeiramente mais fraca para a América do Norte, América Latina e Austrália, em grande parte motivada pelos preços de mercado mais altos, como resultado dos custos mais altos de insumos.

Continuamos a dar passos importantes para fortalecer nosso portfólio de produtos. Estou animado com os importantes lançamentos de produtos que temos em nosso pipeline para o segundo semestre deste ano e ao longo de 2019. Isso, juntamente com nossos programas de reengenharia na América do Norte, América Latina e EMEA, são elementos importantes para alcançar um crescimento lucrativo.

Com nosso foco na criação das melhores experiências do setor para o consumidor, no aumento de preços nos principais mercados e na gestão de custos, poderemos mitigar os obstáculos que estamos enfrentando. Em relação ao futuro, estou confiante de que estamos bem preparados para executar nossa estratégia de crescimento lucrativo.

Sobre o Grupo Electrolux

A Electrolux transforma a vida para o melhor, reinventando as experiências de sabor, cuidado e bem-estar para uma vida mais prazerosa e sustentável em todo o mundo. Como uma empresa global líder de eletrodomésticos, colocamos o consumidor no centro de tudo o que fazemos. Por meio de nossas marcas, que incluem a Electrolux, AEG, Anova, Frigidaire, Westinghouse e Zanussi, vendemos mais de 60 milhões de produtos para cozinhas domésticas e profissionais, em mais de 150 mercados, todos os anos. A Electrolux opera desde 1919, com sua sede localizada em Estocolmo, na Suécia, e as ações ELUXb da Electrolux são cotadas na Nasdaq OMX de Estocolmo.